Será que chá de hibisco (hibiscus sabdariffa L.) emagrece?

Você já deve ter se perguntado: Será que o chá de hibisco emagrece? Antes de responder essa questão, vamos conhecer um pouco sobre essa planta.

No Brasil, o hibisco (hibiscus sabdariffa L.) é conhecido popularmente, como: vinagreira, rosélia, caruru-azedo, quiabo-róseo, quiabo-roxo, azedinha, entre outras nomenclaturas que variam de acordo com a região do País. Mas, além do emagrecimento que é o item mais buscado na internet, será que o hibisco possui outras funções?

Essa planta conta com aproximadamente duzentas (200) espécies entre ornamentais e fitoterápicas. Pertencente a família das Malvaceaes, o hibisco (hibiscus sabdariffa L.) é parente da malva. Em nosso blend Potência, usamos a espécie fitoterápica sabdariffa e você deve estar se perguntando: “Humm..então esse blend com hibisco é para emagrecimento? De flores lindas e exuberantes, o hibisco tornou-se viral quando caiu nas graças dos brasileiros.

Certamente, você ou alguém que conhece já deve ter visto e provado produtos com essa flor, como geleias, suchás e até cosméticos. Isso porque os benefícios são diversos tanto na fitocosmética quanto no seu uso em forma de chá.

Sua origem remonta as regiões da África Oriental e tropical e é encontrada atualmente no Egito, México, Jamaica e Sri Lanka e outras localidades e exige um solo bem drenado. Aprecia o calor e cresce virtuosamente.

A espécie que utilizamos em chás e outros itens aqui no Brasil é o hibiscus sabdariffa L., mas a espécie acetosella também é comum em solo brasileiro e, somente seu cálice, é utilizado para consumo.

A secagem deve ser feita ao sol ou em temperaturas abaixo de 35º graus para que os constituintes químicos sejam preservados. O local deve ser ventilado e sem umidade para não criar fungos e seu armazenamento deve ser feito em sacos de papel ou sacos de ráfia, ficando preservado por até dois anos.

Por conter mucilagens, o hibisco também é usado para constipação e vias respiratórias, pois as mucilagens possuem a função demulcente, que cria uma película protetora calmante sobre uma membrana mucosa, com função analgésica e anti-inflamatória.

A coloração vibrante se dá por conta dos flavonóides presentes na planta que possuem uma infinidade de benefícios, como: hipotensora, diurética, espamolítica, entre outros benefícios, como baixar as taxas de lipídeos totais no sangue. Já as antocianinas presentes atuam como um vaso dilatador, sendo útil antes dos treinos, pois aumenta os níveis de oxigênio e de nutrientes nos músculos, deixando-os mais alimentados, fato que promove menor fadiga muscular e permite que os treinos se estendam sem cansaço prematuro. Ou seja, além de ser termogênico e ajudar sim no emagrecimento, o hibisco aumenta seu desempenho nos treinos.

Poderia continuar escrevendo sobre os inúmeros benefícios do consumo dessa planta incrível, mas ficaria bastante técnico e a ideia é trazer alguma curiosidade sobre determinadas plantas toda semana. Nesse sentido, deixarei aqui duas receitas de geleia com as flores de hibisco. Mas, antes que eu me despeça, você deve ter procurado no texto por: será que o chá de hibisco emagrece?

O que emagrece são hábitos saudáveis e a fitoterapia pode auxiliar nesse processo de emagrecimento. Mas, não existe mágica. A planta sozinha não trará nenhum tipo retorno eficaz se sua dieta for rica em industrializados e alimentos inflamatórios.

Receita 1

Colha um punhado de flores frescas do Hibisco e amasse-as com a ajuda de um socador até formar uma pasta. Adicione açúcar cristal (3 à 5 colheres dependendo da quantidade de flores colhidas) e leve ao fogo baixo com os demais ingredientes até que levante fervura. Mexa sempre para não grudar no fundo da panela. Quando atingir o ponto de geleia, desligue e envaze em vidro limpo e pré higienizado. Utilize nas torradas pela manhã.

Essa outra receita foi retirada do livro: Isto não é (apenas) um livro de receitas, do Instituto Comida do Amanhã em parceria com UNIRIO e Fundação Heinrich Böll Brasil

Receita 2

• 1 xícara de chá ou 250ml de água

• 1 xícara de chá ou 50g de flor de vinagreira (hibisco) desidratada

• 2 maçãs fuji ou gala

• suco de 1 laranja pera

• 3 colheres de sopa de açúcar cristal ou 40g de mel

Fontes:

Foto Instagram: autoral – consegui as sementes em uma feira de trocas de sementes.

SCHENKEL E. P.; Gosmann G. Farmacognosia da Planta ao Medicamento. Porto Alegre/ Florianopolis. 4ed Curitiba lab. Bot. Ltda 2001.

SOARES, S. E. Ácidos fenólicos como antioxidantes.Revista de Nutrição, v. 15, n. 1, p. 71-81, 2002.

Farmácia Caseira – uso e costumes populares – Fundação Cultural Benedito Siqueira

Chás para emagrecer – Dr. Juliano Pimentel

ISTO NÃO É (APENAS) UM LIVRO DE RECEITAS…é um jeito de mudar o mundo. – 1a edição Rio de Janeiro 2019 – Editora Fundação Heinrich Böll

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *